domingo, 2 de agosto de 2015

OPINIÃO AAS: Com a Alma em Sangue


É a verdade: as estradas de Bissau, e da Grande Bissau, estão a ser alcatroadas. Serão 53 quilómetros. Mas é ainda mais verdade que quase todos os cruzamentos em Bissau estão completamente desfeitos. Com ou sem obras. Ora confira:

- Cruzamento da DG Viação (dos dois lados)
- Cruzamento junto à sede do Sporting de Bissau
- Cruzamento junto do Ponto D'Encontro
- A via Ponto D'Encontro até à esquina com as Nações Unidas, foi minguando, minguando, minguando que hoje mal passa por lá uma motorizada...
- Cruzamento hospital com a Mavegro
- Cruzamento Cupelom de Baixo com a Av. Pansau Na Isna
- Cruzamento Ministério da Justiça (do lado do Rosa&Rosa e do Ministério das Finanças)
- Cruzamento mercado central
- Cruzamento fortaleza D'Amura
- Toda a rotunda junto à Petromar
- Cruzamento junto à RTP com o tribunal regional de Bissau
- Estrada junto da estação da Petromar, no Bissau Velho
- Cruzamento junto à estação da Elton/Nunes & Irmão (de um lado e do outro)
- Avenida Unidade Africana (autênticas CRATERAS lunares junto da igreja católica)
- Cruzamento Presidência com o Ministério da Administração Interna
- Toda a estrada (contentor do Tony até aos Coqueiros, nas traseiras do Palácio da República, tudo na Avenida Pansau Na Isna) e estamos a falar de uma distancia de cerca de 500 metros, muito, muito maus)
- Cruzamento no fim da Aldeia SOS, junto à Chapa de Bissau

Amanhã, se não chover, faço as fotografias para que todos vejam. Eu não sei se a responsabilidade é da CMB ou do ministério das Obras Públicas (MOPCU), mas alguém tem de dar a cara.

E os carros pagam o 'Fundo Rodoviário' para cairem nos buracos...lembro a Bissau de outros tempos, em que o ministério das Obras Públicas tinha brigadas que passavam a cidade a pente fino, tapando o mais pequeno buraco, removendo o mais inofensivo calhau, limpando as ruas (não, ainda não havia a 'invasão' de areias na estrada).

Bissau, a cidade-mártir, está suja, descaracterizada. Parece que chove lixo em vez de água!!! Contentores em todos os lados, oficinas de venda e remendos de pneus proliferam nas esquinas e nas vias principais.

Vendedores de limpa pára-brisas, de medicamentos duvidosos, alguns provenientes da farmácia do hospital Simão Mendes, todos eles oferecidos; vendedores de ilusões, de tudo e de nada, entopem as principais vias, não deixando as viaturas circularem com segurança, e quase que abalroam os carros para se fazerem ver.

A Câmara Municipal de Bissau, parece mais um imóvel: nem oscila!; a polícia de Ordem Pública, essa, parece coisa de um passado bastante... ausente. Os políciais de trânsito juntam-se aos magotes na rotunda do alto Crim, circular nessa zona da cidade é um quase exercício de matemática e de física quântica. Eles lá continuam, na conversa ou ao telemóvel, nem se preocupam.

Queixas por causa de terrenos que foram vendidos pela CMB a duas, três, quatro ou mais pessoas; empresas lesadas por interesses dúbios e, em alguns casos, criminosos e que se sentem de mãos e pés atados.

Um nojo de cidade, é assim que se tornou Bissau - uma cidade não muito longe do medieval, onde tudo e todos chafurdam na lama, sem qualquer hipótese de fuga ou sequer alternativa.

Para ser franco, não há verdadeira escolha entre resistir à CMB e à MOPCU ou render-me a eles. Vendo bem as coisas, numa perspectiva de cidadania, parece-me óbvio que é melhor resistir. Esta Guiné-Bissau que me ensinaram a amar há tanto tempo e por motivos tão diferentes perdura ainda, vá lá saber-se como. António Aly Silva

sábado, 1 de agosto de 2015

HABITAÇÃO SOCIAL: Governo prepara programa de construção de habitações com a China


O Governo da Guiné-Bissau está a preparar um programa de construção de habitação social em parceria com a China, disse à agência Lusa o ministro das Obras Públicas guineense, José António Almeida. O objetivo é chegar a 1.000", referiu o governante.

O projeto prevê que a urbanização para fins sociais com tipologias T2, T3 e T4 em terrenos de Bissalanca, junto ao aeroporto internacional, a noroeste da principal entrada da capital. A habitação poderá vir a albergar os atuais residentes nos bairros de Reno e Mindará, na capital, os quais o Governo pretende demolir para entregar à iniciativa imobiliária e começar a construir os novos quarteirões de Bissau.

Um levantamento está em curso para atribuir habitações "em função de cada agregado familiar", acrescentou José António Almeida. "Temos um grande défice de habitação", referiu, com estimativas a apontar para a necessidade imediata de 4.000 fogos em todo o país.

O setor imobiliário é apontado como "uma área chave" para o relançamento da atividade económica e desenvolvimento do país. Uma outra parceria está a ser estabelecida com promotores imobiliários de Marrocos e deverá ser selada durante o mês de julho -- após o período de Ramadão.

No caso, está prevista numa primeira fase a construção de edifícios que podem ter até quatro andares e vivendas para habitação numa área de cinco hectares, também na zona de Bissalanca, podendo a área crescer conforme a procura. "Já limpámos terreno e começámos a fazer expropriações", referiu o governante.

No caso, e apesar de se tratar de "iniciativa privada", frisou o ministro, o Estado cede os terrenos sob condição de a habitação ser vendida a baixo custo. A parceria com os promotores marroquinos poderá depois avançar para outras localidade do país, "como Bolama, Bafatá, Gabu e talvez Buba", concluiu. lusa

LEVANTAMENTO DA IMUNIDADE A DEPUTADOS: PM considera normal


O primeiro-ministro da Guiné-Bissau e presidente do PAIGC, Domingos Simões Pereira, afirmou que respeita a decisão do Parlamento em mandar levantar a imunidade aos deputados que estão sob investigação judicial. levantamento da imunidade parlamentar do deputado José Miguel Dias e prepara-se para fazer o mesmo com Gabriel Sow, ambos eleitos pelo PAIGC, partido no poder.

José Miguel Dias é arguido com mais 20 pessoas acusadas de fraude com dinheiros de pensionistas, um caso que remonta a 2011, altura em que Miguel Dias era alto funcionário do Ministério das Finanças e o julgamento já está agendado. Gabriel Sow está a ser investigado num processo já julgado pela vara-crime do Tribunal Regional de Bissau, em que é responsabilizado pela gestão danosa em três sociedades.

"O Parlamento é uma entidade soberana, votou em consciência. Temos que respeitar esse voto", defendeu hoje o primeiro-ministro guineense durante uma visita a Mansoa, no centro do país, onde passou por algumas infraestruturas sociais.

Por ser uma questão ligada à ética e à consciência individual, os partidos deram liberdade de voto aos deputados para que pudessem expressar-se livremente, sublinhou Domingos Simões Pereira. "Tiveram essa liberdade, exerceram essa liberdade, temos que respeitar", acrescentou Simões Pereira, que não quis se alongar quando questionado pela agência Lusa sobre se a remodelação governamental seria para breve.

O Presidente da República, José Mário Vaz, já exprimiu o desejo de ver mudanças no elenco governativo face a investigações judiciais que envolvem alguns membros do Executivo e o primeiro-ministro já admitiu que ambos têm falado sobre o tema.

"Não gostaria de tecer comentários para não correr o risco de ser mal interpretado, mas é assunto sobre o qual estamos a trabalhar", disse Domingos Simões Pereira. Lusa

LIMPEZA DE BISSAU: Membros do Governo metem as mãos no lixo



Ministro da Comunicação Social, Agnelo Regala e o Secretário de Estado do Ensino, Fernando Dias, deram o exemplo. Chegaram, viram e...

...Meteram as mãos na lama, ao lado de vários cidadãos anónimos que, junto das suas comunidades e nos bairros onde mal se vê o alcatrão, trabalham para fazer da cidade de Bissau um lugar melhor para se viver. AAS

Goguine.com - Em casa de ferreiro, espeto de pau

Perguntar não ofende: Guiné-Bissau tem o seu próprio domínio - o GW. Então, por que carga de água a secretaria de Estado do Turismo registou o seu sítio no domínio .com? Coisas nossas...AAS

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Olha, CMB, o Kalliste voltou. Lixo capitalista



Foto: S.E. (hoje)
Um restaurante...Ninguém devia comer aqui! AAS

ENERGIA: Rede eléctrica de Bissau vai ser reconstruída


O Banco Africano para o Desenvolvimento (BAD) vai financiar a reconstrução da rede eléctrica de Bissau que prevê a instalação de mais de 300 quilómetros de cabos e 18 mil contadores de consumo pré-pago, anunciou a instituição.

Os números fazem parte do anúncio de aquisições para o projecto publicado esta semana pela instituição financeira. No documento inclui-se ainda a instalação de 30 quilómetros de uma linha de alta tensão em redor da capital guineense e a construção de três postos de transformação.

O Programa de Melhoria do Fornecimento de Electricidade à Cidade de Bissau tem um prazo de execução de três anos com o objectivo de “reduzir o número de cortes de energia diários de 22 para menos de dois”, refere o BAD. O financiamento total é de 16,7 milhões de euros, compreendendo um empréstimo de 9 milhões de euros e uma doação do restante.

“Só 20% dos residentes na capital têm acesso a electricidade” e quem receber energia está ligado a uma rede “fraca”, em que “metade da electricidade produzida se perde devido a infra-estruturas obsoletas e ligações ilegais” e com “apagões por mais de 20 horas nalgumas zonas devido a excesso de carga”, descreveu o BAD. Este projecto é também financiado pelo Banco Europeu de Investimento e pelo governo da Guiné-Bissau. (Macauhub/GW)

Engenhero Longuiça djubin na cara, bu falan, si n'sta triste ó n'ka sta...




...nha baliera ku disnortia!

BISSAU, A LIXEIRA DA CÂMARA MUNICIPAL



Lixo mesmo em frente ao parlamento? A CMB dá um jeito...Todos sabemos que o negócio da CMB é tudo, menos lixo...
CARO LEITOR: Contribua, fotografando as lixeiras da nossa cidade e dos nossos bairros de Bissau e envie as fotos para aaly.silva@gmail.com

Plano para consolidação da paz discutido entre Governo da Guiné-Bissau e ONU


O primeiro-ministro guineense, Domingos Simões Pereira, discutiu ontem com o representante da ONU no país, Miguel Trovoada, a estratégia de utilização de fundos do Plano Prioritário para a Consolidação da Paz.

À saída da audiência com o chefe do Governo guineense, Miguel Trovoada adiantou aos jornalistas que analisou com Domingos Simões Pereira as prioridades para a utilização do fundo cujo montante não quis revelar. Fonte das Nações Unidas disse à Lusa tratar-se de um fundo de 2 milhões de dólares (1,8 milhões de euros).

O diplomata da ONU referiu apenas que ficou acordado que a verba será utilizada para o reforço do diálogo entre os guineenses, o apoio às reformas nos sectores da Defesa, Segurança e Justiça e para incentivo à participação dos jovens e das mulheres no desenvolvimento económico do país.

"São essas as áreas prioritárias. Tratou-se de dizer qual é o caminho que vai ser seguido agora para a elaboração das notas conceptuais que vão ser aprovadas pela Comissão e para entrada em vigor da execução do plano", observou Miguel Trovoada. O antigo presidente são-tomense disse ainda que o período de execução do plano será determinado oportunamente no âmbito do Comité Executivo que gere o Fundo de Consolidação da Paz da ONU. Lusa

LIXEIRA A CÉU ABERTO: Porcos no espaço. Rua de Moçambique, ontem...



Ah, Guiné-Bissau...pubis kansa!!!

quinta-feira, 30 de julho de 2015

União Europeia e a sociedade civil


União Europeia: Cooperação contínua


Governo guineense garante protecção ao general Zamora Induta


O regresso do antigo Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas da Guiné Bissau, José Zamora Induta, foi considerdo pelo Governo um acto de reposição da plena normalidade política e constitucional.

Para evitar sobressaltos, o executivo de Bissau, na sequência da sessão do Conselho Nacional de Segurança, deciciu disponibilizar agentes de segurança junto à redidência de José Zamor Induta, garantindo a sua integridade física.

O Governo sossega ainda as inquietações da comunidade interncional, reiterando que não vê qualquer ameaça à segurança do Estado e reiterando os esforços em curso para a consolidação da paz na Guiné-Bissau.

Relembre-se que José Zamora Indura decidiu regressar a Bissau, de onde saiu em 2012, depois de ter sido demitido e detido na sequência do golpe militar liderado por António Indjai.

Audiência, hoje, com S. Exa. o Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau, Engenheiro Domingos Simões Pereira



Jornalista António Aly Silva, e o Primeiro-Ministro, Domingos Simões Pereira

Protocolo para ajudar compatriotas em Portugal



Momento da assinatura do acordo

OPINIÃO: Louvor


"Amigo Aly,

Abraços e votos de tudo do bom e do melhor nos teus afazeres la pela tua bela e frondosa Guiné-Bissau, nestes tempos de chuva.

Vim hoje ao teu blog a proposito da pouca vergonha que se instalou entre dois "sítios" que não digo o verdadeiro nome, por mero pudor. Diz a giria popular: "diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és". Actualmente, sabe-se em Bissau, cada sitio a quem pertence, afecto ou financiado. A mascara caiu, pois na hora do assalto ao poder, vê-se quais os donos que têm cães de guarda.

Açaime à solta, de um lado o Pitbull a espumar de raiva, do outro Rotteveiller a babar odio. Cada um, desesperada e loucamente a ladrarem em defesa da "honra" de quem os sustenta.

E, nesse pequeno detalhe, vê-se que o teu blog Ditadura do Consenso marca a diferença...para infinitamente melhor!, para nem ao menos mereçam, o simples soslaio do teu desprezo quando pateticamente se agigantam à tua latitude. Sem vagas, informando com rigor e indenpendencia, sem caução de quem quer que seja segues o teu percurso de combatente das causas nobres do pais que te viu nascer.

Sem pedir nada em troca, qual força tranquila, vais-te reafirmando como o preferido e o mais sério que cativa os guineenses. Obrigado Aly e que continues assim, sempre fiel na tua conduta do primado ao interesse do povo guineense.

Kandando


M/N: Muito obrigado. Abraço, AAS

NOTÍCIA DC/Comemorações do 3 de Agosto: Comandante Pedro Pires, histórico da luta de libertação será o convidado de honra do acto central, em que se inaugura a Praça Mártires do Pindjiguiti. O ex-Presidente de Cabo Verde, chega a Bissau no dia 2 e regressa a Cabo Verde no dia 6. Vai ser bom rever os colegas de trincheira num País que é, também, seu. Seja bem vindo, comandante Pedro Pires. AAS

Show-off parlamentar


A Assembleia Nacional Popular, meteu os pés pelas mãos no caso do deputado Gabriel So. Tendo sido julgado, condenado e a sentença transitado em julgado; tendo o condenado esgotado todos os recursos possíveis, restaria a Gabriel So uma única hipótese: a cadeia.

Nem sei por que carga de água o Ministério Público espera por um mais que certo levantamento da imunidade parlamentar, se podia simplesmente agir: deter o condenado Gabriel So, e conduzi-lo à cadeia para cumprir a pena de 8 anos a que foi condenado. Simples.

Ou...o nosso parlamento não sabe interpretar as leis??? AAS

2010 - Odisseia nas Finanças



Ditadura do Consenso alertara para o que está hoje em causa...

quarta-feira, 29 de julho de 2015

ÚLTIMA HORA: O parlamento levantou a imunidade ao deputado do PAIGC, Jose Miguel Dias (Ze Npu), por 56 votos a favor, e 3 abstenções. Amanhã, vai ser discutido se levantam ou nao a imunidade a Gabriel So, condenado a oito anos. AAS


P.S.: Gabriel So, esgotou todos os recursos possíveis. AAS

EUA acusam Governo guineense de não combater o tráfico humano


O Relatório do Departamento de Estado americano acusa alguns "marabus, sem escrúpulos" de forçar crianças que frequentam escolas islâmicos à mendicidade. As crianças da Guiné-Bissau continuam a ser submetidas ao trabalho forçado e tráfico sexual, enquanto as formas de exploração dos adultos não estão bem identificadas, diz o Departamento de Estado americano.

O relatório sobre tráfico humano no mundo adverte, também, que muitas crianças que frequentam escolas islâmicas lideradas pelos conhecidos “marabus” são vítimas de vários desses “instrutores sem escrúpulos” que as forçam a mendigarem nas ruas de Bissau, Senegal e Mali.

As meninas continuam fora da escola e a realizarem trabalhos domésticos tanto no país como no Senegal, enquanto um número menor é levada para a prostituição. O Departamento de Estado americano considera que o Governo da Guiné-Bissau não cumpre plenamente os padrões mínimos para a eliminação do tráfico e não está a realizar esforços significativos nesse sentido.

Apesar de o país ter um novo Executivo eleito em 2014, diz o relatório, “não foi registado qualquer progresso no período em análise”, e falhou ao “não demonstrar qualquer esforço para perseguir os criminosos”. O Governo americano recomenda as autoridades de Bissau a investigarem e julgar crimes de tráfico humano, inclusive os “marabus sem escrúpulos", a preparar pessoas de modo a se poder cumprir a lei do trabalho na parte referente ao trabalho escravo e a melhorar a recolha de dados de vítimas de traficantes.

Entre outras medidas, Bissau deve estabelecer um mecanismo, com a participação de organizações da sociedade civil, para protecção das vítimas de tráfico e desenvolver campanhas de sensibilização sobre a problemática do tráfico humano. VOA

PJ captura correios de droga


A Policia Judiciária da Guiné-Bissau anunciou hoje ter capturado no aeroporto de Bissau três indivíduos com um total de 4,8 quilogramas de droga. Os três correios de droga foram detidos na madrugada de domingo e estão a aguardar ordem para serem encaminhados para o Ministério Público.

Os detidos são um cidadão guineense, outro da Nigéria, mas com um passaporte falsificado da Guiné-Bissau e uma mulher cabo-verdiana grávida de quatro meses. De acordo com a diretora da PJ guineense, Filomena Lopes, os três viajavam desde o Brasil com a droga dissimulada no corpo e foram intercetados no aeroporto internacional de Bissau.

Do aeroporto foram conduzidos para as celas da PJ no Bandim, centro de Bissau onde ainda se encontram. A polícia encontrou dois litros de cocaína "em forma líquida" na posse de um dos detidos, um facto considerado novo na tipologia da droga que entra na Guiné-Bissau, indicou a diretora da PJ. Lusa

TELECOMUNICAÇÕES: Na próxima 6ª feira, a MTN apresenta o seu serviço 3G na Guiné-Bissau




Melhor rede móvel na Guiné-Bissau, a MTN lança agora o seu serviço 3G

Dia D no parlamento: Deputados votam hoje o levantamento - ou não - da imunidade parlamentar dos deputados acossados pelo M.P. AAS

RIP: Morreu Arregado Mantengue Té, presidente do partido PT. De doença prolongada, em Ziguinchor. Condolências à família. AAS

terça-feira, 28 de julho de 2015

PERIGO: Contentores continuam a aterrorizar em Bissau




Este acidente aconteceu hoje

segunda-feira, 27 de julho de 2015

REMODELAÇÃO GOVERNAMENTAL: A proposta de remodelação governamental, entregue pelo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira, ao Presidente da República, José Mário Vaz, ainda não foi objecto de decisão por parte do Chefe de Estado. Para meter ordem no caos criado, DC afiança o seguinte aos seus leitores: DSP e JOMAV reuniram uma única vez, o dia em que a proposta foi entregue. Portanto, NÃO há posse nenhuma. Por enquanto... AAS

CRIME: Médicos cubanos esfaqueados em assalto


Dois médicos cubanos, foram esfaqueados com gravidade durante um assalto, na noite do passado fim de semana, na praça Che Guevara, no centro de Bissau. DC apurou junto de uma fonte policial que os cidadãos cubanos, um deles cirurgião e em fim de missão e com regresso a Cuba marcado para a próxima quarta-feira, tinham acabado de abandonar um dos bares onde estiveram com amigos, cubanos e guineenses.

Tomaram caminho, cortando a rotunda, quando foram surpreendidos na esquina do centro cultural franco-bissau guineense. Há pouco, DC falou com alguém do sexo feminino que, não de muito longe, presenciou o assalto. "Não houve gritos, nada. Havia luz na praça mas só vi vultos. Foi muito rápido. Nem sei se chegaram a levar alguma coisa", contou.

Um testemunho de resto corroborado por outra fonte, que estava no passeio de uma casa nocturna, do outro lado da pequena praça. "Os cubanos foram apanhados completamente desprevenidos" - afirma ao DC. "Esse é um caso raro, não só em Bissau como no País", diz convicto.

O caso está nas mãos da Polícia Judiciária, que continua a investigar, não tendo, até ao presente momento procedido a nunhuma detenção. AAS

CULTURA: Cacheu reedita conferência nacional


Dezoito anos depois, a Guiné-Bissau reeditou, na cidade de Cacheu, a Conferência Nacional da Cultura, sob o mote de «Cultura ao Serviço da Nação» e com o propósito de levar ao executivo liderado por Domingos Simões Pereira as recomendações dos artistas e académicos guineenses.

A conferência de três dias, que terminou este sábado, reclamou o primeiro museu do país, mais investimento nas artes, o reforço orçamental da Cultura e a introdução dos costumes guineenses nas escolas públicas.

Por seu turno, o primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, que se dirigiu à conferência no ato de encerramento, respondeu que a cultura «tem que ser economicamente rentável e autossuficiente, o que significa que temos que nos preparar para consumir cultura», acrescentando que «não basta pedir» mais investimento e que o setor deve pensar na «indústria da cultura integrada na economia».